Notícias

Imprimir
  • 02/12/2019 Geral

    Negociação entre sindicatos e SME define reposição da greve do dia 18 de novembro

    Negociação entre sindicatos e SME define reposição da greve do dia 18 de novembro
    Reporter da base
    Datas de reposição serão diferenciadas em CMEIs onde ocorreu atendimento às crianças
    Após cobrança do SISMUC e do SISMMAC a Secretaria Municipal de Educação (SME) se reuniu nesta segunda-feira (2) com os sindicatos para discutir a reposição da greve do último dia 18 de novembro. O SISMUC já encaminhou ofício para administração cobrando negociação para as demais categorias de servidores municipais, mas ainda não houve resposta da Prefeitura.

    Conforme negociado na reunião com os sindicatos, a reposição dos profissionais do magistério, auxiliares de serviços escolares e agentes administrativos da Educação, será nos próximos dias 7 e 14 de dezembro. A SME irá divulgar instrução normativa nos próximos dias para organização dos servidores. Os profissionais que participaram da greve lotados em escolas que garantiram o dia letivo serão convocados pela prefeitura a repor em outras unidades.

    A reposição dos professores de Educação Infantil este ano será apenas no CMEI Dr. Carlos Roberto Antunes dos Santos, e os demais professores farão a reposição em 2020, preferencialmente no primeiro semestre. Conforme a SME, o referido CMEI foi o único que não recebeu crianças na greve do dia 18 e por isso terá que cumprir o dia letivo ainda este ano.

    Vários outros CMEIS tiveram adesão de profissionais à greve, mas servidores dos núcleos regionais foram convocados pela SME para fazer o atendimento, o que não ocorre nas unidades onde faltam profissionais todos os dias em virtude do déficit de professores.

    Ainda durante a reunião, a SME garantiu que os professores de Educação Infantil que ainda não fizeram a reposição da greve de 2017 poderão repor no CMEI Dr. Carlos Roberto Antunes dos Santos, este ano.

    Os sindicatos ainda solicitaram que seja revisto o decreto de reposição da paralisação do dia 14 de junho para que os profissionais que estejam em licenças oficiais possam ter garantido o direito à reposição.

    Os servidores municipais fizeram greve no dia 18 de novembro para protestar contra a aprovação em regime de urgência do congelamento por mais dois anos dos planos de carreira; do reajuste de 3,5% que não repõe as perdas; e do ataque à liberdade de organização sindical. Junto com a tramitação em tempo recorde para impedir que a população soubesse o que estava sendo votado, Greca e os vereadores da base de apoio usaram a violência e a repressão policial para impedir o livre direito de manifestação.

    Não vamos nos calar diante do autoritarismo da gestão Greca!

    Imprensa SISMUC SISMMAC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS