Notícias

Imprimir
  • 08/08/2019 Na Pauta

    Casa de Passagem e Centro POP teve princípio de incêndio na última segunda-feira (5)

    Casa de Passagem e Centro POP teve princípio de incêndio na última segunda-feira (5)
    Foto: repórter da base
    Prefeitura não ouve servidores em mesa de negociação e coloca em risco a vida de usuários e trabalhadores da FAS
    Na última segunda-feira (5) a assistência social de Curitiba sofreu mais uma vez com o descaso da Prefeitura. A Casa de Passagem e Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) Plínio Tourinho, teve um princípio de incêndio. Os problemas relacionados a estrutura, que incluem a fiação antiga, não são de hoje e já haviam sido denunciados pelos servidores e pelo sindicato em mesa de negociação com a administração.

    O local já sofre há tempos com o abandono da Prefeitura, no início do ano sofreu com alagamentos, também negligenciados pela gestão Greca e sua política higienista. Desta vez, a denúncia dos servidores desencadeou em uma inspeção, que aparentemente, mascarou a fiação antiga, ao invés de resolver os problemas.

    A segunda-feira foi marcada por denúncias. Logo pela manhã os servidores perceberam a grande oscilação da luz no local e os computadores nem foram utilizados no dia. A demora no atendimento e a falta de priorização da FAS, foram suficientes para que a administração mandasse alguém tarde de mais para o local.

    O princípio de incêndio foi contido graças aos servidores e usuários, que não se abalaram com a situação, e rapidamente correram atrás dos extintores de incêndio, além de terem que arrombar a porta. O foco do incêndio começou ao lado de um depósito de colchões, o que poderia ter sido fatal para o local e para os trabalhadores e usuários da FAS.

    A Prefeitura não pode fugir de suas obrigações!

    A urgência de renovação estrutural em uma série de equipamentos da assistência social, não é a única necessidade para garantir a segurança dos trabalhadores e usuários da FAS. É essencial que a Prefeitura faça uma inspeção relacionada a preparação dos locais em caso de incêndio, questões básicas como a sinalização e extintores não podem ser negligenciadas. Nos relatos que o SISMUC coletou, os servidores também dizem que há mais de 10 anos a administração não disponibiliza cursos para brigadistas.

    Greca adota uma política higienista desde o começo, o desprefeito reduziu equipamentos da ação social e aumentou a repressão na tentativa de esconder a população de rua nas periferias. Enquanto Greca desmonta a ação social em um suposto contingenciamento de gastos, aumenta em 27% os cargos comissionados de sua gestão.

    Os servidores e a população estão de olho no que está acontecendo e cobraremos a Prefeitura para que ela realize a manutenção adequada no Plínio Tourinho, como foi prometido na última visita realizada após o incêndio. Os usuários e servidores não podem ser prejudicados, e ter suas vidas colocadas em risco.

    Imprensa SISMUC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS