Notícias

Imprimir
  • 23/07/2019 Geral

    Gestão Greca quer reduzir salários com mudança no auxílio-transporte

    Gestão Greca quer reduzir salários com mudança no auxílio-transporte
    Arte: Ctrls
    Devemos fortalecer nossa união para construir a resistência necessária a esse ataque
    A data-base dos servidores se aproxima e, ao invés de negociar o reajuste devido, o prefeito Rafael Greca quer reduzir de forma indireta os salários, com a mudança na forma de pagamento do auxílio-transporte, de dinheiro para crédito no cartão transporte.

    Na noite da última segunda-feira (22), a Prefeitura publicou o Decreto 958/2019, que estabelece os prazos para que a mudança entre em vigor a partir de 1º de dezembro.

    O ataque faz parte do pacotaço, aprovado em junho de 2017. A Lei Municipal 15.043/2017, aprovada de forma truculenta e sob intenso cerco policial na Ópera de Arame, autorizou a administração a substituir o pagamento em dinheiro do auxílio-transporte por crédito no cartão de ônibus.

    O conjunto da categoria lutou bravamente contra a aprovação dessa e das demais retiradas de direito que constam no pacote de maldades de Greca, mas os vereadores da bancada do tratoraço apelaram para a violência e para diversas manobras para fazer valer a vontade do prefeito e dos empresários da cidade.

    Redução salarial

    O ataque representa mais uma perda salarial para o conjunto dos servidores municipais. Uma parcela grande da categoria não utiliza os meios de transporte coletivos e usa o auxílio-transporte para pagar o combustível e chegar até o local de trabalho.

    Calendário de implantação

    - A Secretaria Municipal de Administração e de Gestão de Pessoal deve publicar uma portaria, regulamentado o procedimento de atualização dos cadastros de concessão de auxílio-transporte. Essa portaria deve apresentar um modelo de Formulário de Atualização Cadastral, que deve ser preenchido e assinado pelos servidores até 30 de agosto.

    - A partir de 2 de setembro de 2019, Prefeitura passará a utilizar as regras do Decreto 958/2019 para avaliar pedidos de concessão, alteração e supressão do auxílio- transporte.

    - 1º de dezembro – Data informada pela Prefeitura para conclusão do processo de implementação do auxílio-transporte sob a forma de créditos de passagens.

    A partir dessa data, pagamento será feito apenas sob a forma de crédito no cartão-transporte. Servidores que não apresentaram o Formulário de Atualização Cadastral terão o pagamento interrompido até a regularização.

    Servidores com 65 anos ou mais terão o auxílio cancelado automaticamente, com a justificativa de que têm direito à gratuidade no transporte coletivo.

    Não podemos aceitar mais essa redução salarial. Além das perdas geradas pelo congelamento dos planos de carreira, o salário dos servidores vem diminuindo por causa da inflação e do aumento do desconto pago para o Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC) e para o Instituto Curitiba de Saúde (ICS). O reajuste salarial de apenas 3%, pago no ano passado após 31 meses de congelamento, representou uma defasagem de 6,48% no salário do funcionalismo, pois não cobriu sequer toda a inflação acumulada no período.

    Reforçar a resistência coletiva contra os impactos do pacotaço!

    Se depender do prefeito, o corte do auxílio-transporte entrará em vigor a partir do dia 1º de dezembro. Até lá, é preciso fortalecer nossa resistência coletiva para reverter esse ataque e os demais impactos do pacotaço de ajuste fiscal.

    Agora, no segundo semestre, nossa Campanha de Lutas unificada das servidoras e servidores municipais de Curitiba vai se intensificar. Além de cobrar o pagamento do reajuste salarial da data-base em 31 de outubro, vamos lutar pelo auxílio-transporte e para que os planos de carreira sejam descongelados na íntegra e sem qualquer retirada de direitos.

    Imprensa SISMUC SISMMAC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS