Notícias

Imprimir
  • 11/04/2019 Geral

    SISMUC repudia autorização para contratação de médicos terceirizados

    SISMUC repudia autorização para contratação de médicos terceirizados
    Arte: Ctrls
    A medida é uma prova da desvalorização dos servidores promovida pela administração Greca
    A autorização do Conselho Municipal de Saúde para contratação emergencial de médicos para atender as vagas não preenchidas por aprovados em concurso público é mais uma prova do desmonte dos serviços públicos promovido pela gestão Greca. Os salários baixos, o congelamento das carreiras, a falta de estrutura para atendimentos e falta de segurança nos equipamentos são fatores que contribuem para afastar os profissionais do serviço público, deixando a população desassistida em suas necessidades básicas. O SISMUC e demais instituições de defesa dos trabalhadores estão estudando as providências cabíveis para barrar tamanho retrocesso.

    A proposta para contratação emergencial de médicos terceirizados para a atenção primária foi apresentada pela secretária Márcia Huçulak durante reunião do Conselho, realizada na quarta-feira (10), com argumento de que esgotou o banco de aprovados nos concursos mais recentes: de 78 médicos convocados, 13 foram nomeados no começo de abril. A proposta é realizar a contratação pela Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde (FEAES), que também faz processo de seleção, o que duraria cerca de 60 dias. Até lá as unidades de saúde continuam sem médicos e os profissionais sem valorização.

    Não surpreende o desinteresse dos médicos em assumirem as vagas em unidades de saúde que sofrem assaltos frequentes, que exigem longo trecho de deslocamento e ainda chegam em locais que não oferecem instrumentos e estrutura mínima para realizar os atendimentos. A contratação emergencial vai aumentar a rotatividade de médicos sem oferecer atendimento adequado para população, pois sem garantia de direitos, os profissionais não se estabelecem nas unidades e não criam vínculos com a comunidade a ser atendida.

    O que nos surpreende é a administração acreditar que vai conseguir preencher as vagas com contratos precários, sem oferecer plano de carreira e sem respeito aos trabalhadores. Não vamos aceitar mais esse retrocesso! Quem sai perdendo é a população!
    Imprensa SISMUC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br

DOHMS