Notícias

Imprimir
  • 31/08/2017 Formação
    Dieese

    Mais de 10% de greves municipais ocorre nos locais de trabalho

    Mais de 10% de greves municipais ocorre nos locais de trabalho
    Imprensa do Sismuc. Servidoras de cmei mobilizam-se em 2015
    Mobilizações por melhores condições de trabalho são importantes, mas precisam ser unificadas

    Em 2016, dentre 522 greves municipais no Brasil, apenas 11,2% das greves ocorreram a partir de problemas nos locais de trabalho, de acordo com estudo do Dieese

    No local de trabalho muitas vezes o servidor se mobiliza contra más condições, problemas de infraestrutura e falta de pessoal, por exemplo. Ou mesmo contra depredação do patrimônio e riscos de segurança. São situações do dia a dia. 

    Na visão de Cathia Almeida, coordenadora do Sismuc, essas lutas e paralisações são importantes, mas é preciso que estejam articuladas, já que os problemas são comuns nas unidades de saúde, cmeis e outros equipamentos públicos.

    “É o que a gente sempre fala, você está resolvendo o problema daquele local e, então, por que não juntar e fazer uma coisa juntos? quando fizemos o movimento da organização dos 50 minutos pela educação, fizemos um movimento para todos fazerem juntos”, recorda.

    Organização por local de trabalho e representantes sindicais

    A diretora sindical reconhece que ações nos locais de trabalho, a partir também do trabalho dos delegados sindicais do Sismuc podem, ao mesmo tempo, apontar caminhos para a resistência contra retirada de direitos, em que a reforma trabalhista e da previdência ameaçam direitos adquiridos. “É preciso uma mobilização geral”, finaliza Cathia, categórica.

    Pedro Carrano
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS