Na Pauta

  • 17/10/2019 Na Pauta

    Greca muda o endereço de guarda-pertences da FAS e deixa usuários sem assistência

    Greca muda o endereço de guarda-pertences da FAS e deixa usuários sem assistência
    Foto: Repórter da Base
    A mudança – de um dia para o outro – do guarda-pertences para pessoas em situação de rua do Centro para o Jardim Botânico trouxe confusão e prejudicou usuários e servidores.

    A política higienista do desgoverno Greca ataca mais uma vez! De um dia para o outro, os servidores foram comunicados que o serviço de guarda-pertences para a população em situação de rua seria deslocado da unidade do Centro, na rua Francisco Torres, para a unidade na Praça Plínio Tourinho, no Jardim Botânico.

    Os usuários do serviço também foram pegos de surpresa e sequer foram comunicados da mudança. Agora, pessoas em situação de rua estão com acesso limitado aos seus pertences que foram “transferidos” pela gestão e simplesmente jogados no novo endereço, onde funcionava a Federação Paranaense de Voleibol.

    Enquanto isso, no meio dessa confusão os servidores da Fundação de Assistência Social (FAS) buscam organizar da melhor forma os pertences para voltar a atender os usuários, num espaço precário e sem o mínimo de preparo.

    A desorganização e o descaso com os usuários prejudicam também a saúde do servidor que não tem condições de exercer adequadamente seu trabalho.

    E os problemas não vão parar por aí. O prédio onde foi instalado o guarda-pertences é bastante precário, com problemas frequentes de alagamento. Então, a situação vai se tornar ainda mais caótica na próxima chuva.

    Higienização

    A mudança não traz benefício algum – nem para os usuários finais, muito menos para os servidores – é só mais uma tentativa de deslocar a população em situação de rua do centro.

    Logo na sua primeira semana de gestão, em 2017, Greca mandou fechar o guarda-volumes que ficava na Praça Osório e concentrou o serviço apenas na unidade da Francisco Torres. Agora, mais uma vez o serviço é deslocado para um local menos acessível aos usuários. Em nome do que ele chama de revitalização, as pessoas vão sendo expulsas da região central da cidade.

    Desorganização, precarização e desrespeito são as marcas da política de higienização que Greca tenta impor à cidade.

    Imprensa SISMUC
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS